Índice Glicêmico e Saciedade

macarrao

Fala-se muito sobre a influência do índice glicêmico http://www.uyduantenservisi.net/?ueiosd=en-iyi-10-forex-firmas%C4%B1&e95=53 (IG) dos alimentos sobre a saciedade. De maneira muito resumida o IG é a velocidade com a qual o açúcar http://longonotgate.co.ke/?kodsas=guida-gratis-opzioni-binarie&fa9=00 (C6H12O6), aparece na corrente sanguínea depois do consumo de carboidratos. Um outro conceito importante é a carga glicêmica opcje binarne kursy (CG), ela é a quantidade de carboidrato suficiente para alterar o IG, resume a quantidade dele por porção. Dessa  forma, um alimento com alto IG quando consumido em pequenas porções (pequena CG) pode não ser suficiente para aumentar a glicose sanguínea. O contrário pode ser verdade também, uma grande CG pode fazer com que muita glicose seja absorvida para o sangue, mesmo com IG baixo. Será focado nesse texto o IG e a saciedade resultante da quantidade glicêmica e insulinemica liberada.

Macarrão é um bom exemplo de baixo IG e alto CG que pode resultar em resposta distinta de hiperglicemia e hiperinsulinemia pos prandial mesmo com baixo IG, no qual faria com que a glicose fosse absorvida rapidamente para os tecidos provocando fome novamente.  

Mas será que a ciência mostra isso? Os estudos são de curto período, porém bem elaborados, podendo respaldar o conceito investigado.

http://zastavametal.com/?pirowok=buy-Dapoxetine-citrate-online-in-Vancouver-Washington&3cb=fc Estudos:

Citarei um estudo que http://www.fordbaris.com/?jiiias=forex-kitab%C4%B1-pdf&958=93 Flint et al.(2007), no qual o mesmo fez uma meta análise de seis estudos, contendo no total 136 indivíduos, sendo 92 eutróficos e 44 sobrepeso e obesos saudáveis, sem nenhum distúrbio metabólico. Foram avaliados as respostas glicêmica e insulinêmicas pós prandial dos sujeitos no café da manhã e no almoço com refeições ad libitum (a vontade, porém a proporção de macros foi de 48-50% carboidratos, 13-16% proteinas e 35-37% gorduras, go refeição era composta por macarrão e carne moida com molho) e seu papel na saciedade a curto prazo em estudos cruzados e randomizados. O estudo foi bem elaborado e tomado todos os cuidados, porém houve algumas limitações como ter apenas 5 mulheres, amostra pequena e devido aos estudos serem conduzidos pelo Department of Human Nutrition em Copenhagen o critério de inclusão pode ter o risco de ser tendencioso segundo os autores. 
Porém os resultados mostraram que a insulina teve um papel primordial na saciedade independente da glicemia nos eutróficos e nos sobrepeso e obesos não mostraram influência na saciedade. O papel da glicemia mesmo não tendo influência, torna-se importante para manter os níveis glicêmicos estáveis. A insulina tem uma função extremamente importante, já que ela atua no núcleo arqueado do hipotálamo causando o efeito da saciedade e além de atuar na liberação de peptideo yy (PYY) e colecistoquinina (CCK) atuando nesse mesmo local aumentando a saciedade. Os obesos e sobrepeso possuem maior resistência periférica a insulina e devido à isso a resposta não foi favorável para regular o apetite.

Outro estudo por http://www.ivst-vz.de/?debin=binaere-optionen-sicher-handeln binaere optionen sicher handeln Peters el al.(2011) comparou http://mtk.com.pl/sitemap_index.xml carboidratos de digestão rápida, digestão lenta e fibras não digeríeis.O estudo foi em 35 indivíduos duplo cego, cruzado e randomizado no qual foi avaliado a glicemia desses indivíduos pós prandial e a saciedade.  Ao final do estudo as fibras mostraram maior redução do apetite e os carboidratos de lenta e rápida absorção não diferiram no apetite, mostrando a baixa influência da resposta glicêmica na saciedade. 

regulated options demo Amanda et al.(2009) comparou o http://www.eyesinthewoods.org/?promak=dating-website-free-weekend&97d=f5 consumo de Waxy maize (Baixo IG), com uma mistura de malto dextrina com açúcar (Alto IG) e pão branco no grupo controle. Foram 12 indivíduos eutróficos (6 homens e 6 mulheres), ativos (1 hora de atividade aerobica 4x na semana) cruzado, randomizado com duração de 15 semanas. Foi dado um questionário para responder após as refeições estipuladas pelo estudo. Ao final do estudo a resposta glicemia e insulinêmica foram menores no waxy maize, porém o apetite não foi diferente em nenhum dos grupos, mostrando novamente influência não significativa da glicemia.

Por mais que os resultados sejam controversos nos estudos, a influência do índice glicêmico não parece ser influenciável na saciedade como é pregado. Além do fato que, normalmente alimentos de alto IG são consumidos junto a outros alimentos, diminuindo seu índice glicêmico e insulinêmico por reduzir a velocidade de digestão. Saiu um estudo na revista CELL (2015) mostrando que cada indivíduo responde de uma forma diferente à glicemia, devido a sua microbiota que altera velocidade de digestão e impacto glicêmico desses alimentos. A resposta à um determinado alimento é diferente para um grupo de sujeito, provando a peculiaridade de cada um e que a individualidade deve ser respeitada.

Contudo, o que deve ser sempre atentado é o controle de consumo desses alimentos, já que o alto consumo gera hiperglicemia e hiperinsulinemia constante, aumenta o risco do desenvolvimento de doenças crônicas associadas a obesidade devido ao aumento do percentual de gordura gerado pelo excesso desses alimentos. Mais delicado ainda e com obesos que já podem estar com a sensibilidade insulina prejudicada. Por fim, o alarmante ao IG é algo individual e até então não tem mostrado influência na saciedade.

 

Por iq option come aumentare il conto demo Eduardo Machado 
Personal trainer / preparador físico (CREF: 091873-G/SP) 
Especializado em treinamento de força na saúde e na doença HC-FM-USP
Especializado em Medicina do Esporte  e da Atividade Física – UGF
Pôs graduado em Atividade Física  na Gravides e Pôs-parto – UGF
icone facebookInstagram

 

source site Referências:

Consumption of the slow-digesting waxy maize starch leads to blunted plasma glucose and insulin response but does not influence energy expenditure or appetite in humans.
Amanda L. Sands
Associations between postprandial insulin and blood glucose responses, appetite sensations and energy intake in normal weight and overweight individuals: a meta-analysis of test meal studies
Anne Flint
Effect of carbohydrate digestibility on appetite and its relationship to postprandial blood glucose and insulin levels.Peters HP Personalized Nutrition by Prediction of Glycemic Responses.
Zeevi D